Veja também

Atendimento psicológico online aumenta no Brasil: 76% das pessoas que procuram a telepsicologia são mulheres, entre 25 e 30 anos de idade

A psicóloga Luciene Bandeira de Melo: “relacionamento afetivo e desafios profissionais são os principais motivos desta demanda

Segundo levantamento realizado pelo Grupo Conexa, junto com a Psicologia Viva, 76% dos pacientes que procuram por atendimentos psicológicos online são mulheres, mais frequentemente entre 25 e 30 anos (23,7%). Os dados têm como base as quase 300 mil consultas realizadas por meio das plataformas de telepsicologia entre janeiro e abril de 2021. 

“Historicamente, as mulheres sempre se cuidaram mais. Quando percebem que algo não está bem na saúde física ou emocional, procuram por ajuda médica. Os homens relutam mais”, destaca a psicóloga Luciene Bandeira Melo, diretora da Psicologia Viva.

Sobre a faixa etária de 25 a 30 anos ser a que mais procura por atendimento, Luciene explica que nessa fase, em geral, a mulher está no auge dos relacionamentos afetivos, saindo de casa, com desafios na carreira ou com outros novos desafios que fazem com que ela procure por terapia.

De acordo com a psicóloga, as sessões online possibilitam aos pacientes maior comodidade, segurança neste momento de isolamento social e flexibilidade de horário. Dados da Conexa Saúde e da Psicologia Viva também apontam que o horário com maior pico de atendimento é após às 19 horas (13,08%) e às 18 horas (12,8%). “O que nos mostra uma ligação direta com o horário do trabalho. Muitas pessoas preferem fazer suas sessões depois do expediente, com maior procura no início ou no meio da semana. Nossos dados mostram que o dia de maior acesso é quinta-feira (21,03% das consultas), seguido da segunda (20,17%) e quarta-feira (20,14%)”, acrescenta Luciene.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo