COVID-19Últimas Matérias

Check up pós-Covid no Orizonti Instituto de Belo Horizonte-MG

O diretor assistencial do Instituto Orizonti, Dr.  Estevão Andrade: “a melhor assistência é aquela focada nas particularidades de cada um”.

Os males causados nos recuperados pela doença ainda estão sendo desvendados e requerem atenção especial dos serviços médicos. Fato é que os cuidados não devem ser encerrados após o fim dos sintomas. Quem teve a doença precisa de acompanhamento com diferentes especialidades médicas para garantir um cuidado integral com a saúde. Não só fisioterapia respiratória, mas consultas com pneumologistas, neurologistas e cardiologistas, além de exames laboratoriais são importantes. A saúde mental do paciente também merece uma atenção especial após a infecção e durante a reabilitação, observa o diretor assistencial do Instituto Orizonti/Belo Horizonte, Dr.  Estevão Andrade,

Segundo ele, “a melhor assistência é aquela focada nas particularidades de cada um. Para o paciente Covid ou não, é importante atuar com um modelo de cuidado e assistência à saúde, baseado em linhas de cuidados integrados”. Diante do atual contexto da pandemia, é preciso acompanhar os pacientes que já foram infectados pelo coronavírus, defende.

“Os casos leves precisam ser abordados rapidamente e permanecer o menor tempo possível dentro do hospital, especialmente nos nossos pronto-atendimentos, habitualmente cheios de pacientes. Isso requer um fluxo focado em alta resolutividade e rotatividade. Os pacientes com quadro clínico moderado precisam de acomodação, conforto, segurança e acompanhamento integral, para definição segura da alta ou internação hospitalar. Já os pacientes graves requerem cuidados médicos de especialidades diversas, estrutura hospitalar para retaguarda, retorno laboratorial e acompanhamento ambulatorial após a alta, se necessário, para reabilitação.

Considerando que as pessoas que se infectam com o novo coronavírus apresentam complicações em vários sistemas do corpo, especialistas sugerem um check up após a recuperação da doença. O acompanhamento pós-infecção trata possíveis sequelas que o Coronavírus possa ter causado na saúde dos pacientes. As complicações mais comuns e conhecidas são as que acometem o sistema respiratório, especificamente o pulmão, em que o paciente pode apresentar dificuldade para respirar, podendo evoluir, em casos mais graves, para desconforto respiratório crônico. Após a recuperação, há também a possibilidade de complicações para a saúde a longo prazo em outros importantes sistemas do corpo humano, como os sistemas cardiovascular, urinário, neurológico e endócrino.

Exames necessários pós-Covid – Após a infecção viral, quem teve sintomas leves da Covid-19 deve fazer exames clínicos e laboratoriais como, hemograma completo – com diferencial de leucócitos e contagem de plaquetas, por exemplo. Nos casos moderados, exames de imagem podem ser incorporados à investigação, como ecografias, ecocardiogramas ou tomografias. O indicado é que os exames de imagem sejam feitos 30 dias após o final dos sintomas. Já os que enfrentaram a forma grave da doença, com internação e uso de respiradores, devem fazer uma investigação ainda mais criteriosa com uma equipe multidisciplinar – clínico geral, cardiologista, endocrinologista, neurologista e pneumologista, orienta o médico.

Serviço:

Instituto Orizonti/Belo Horizonte-MG

Pronto atendimento 24h para paciente COVID e NÃO COVID
Consultas eletivas em mais de 50 especialidades médicas

Endereço: Av. José do Patrocínio Pontes, 1355 – Mangabeiras, Belo Horizonte – MG

Atendimento particular e convênios médicos. Central de atendimento: (31) 3299-1300

Informações: www.institutoorizonti.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo