EspeciaisÚltimas Matérias

Busca pela beleza e o distúrbio de imagem corporal

a busca pela perfeição pode levar a decisões impensadas como, por exemplo, a realização de um procedimento estético irreversível”

Por: Dr. Eduardo Sucupira

Cirurgião Plástico, com formação no Serviço do Prof. Ivo Pitanguy (1997-1999). É Especialista, Mestre e Doutor pelo Programa de Cirurgia Translacional da Escola Paulista de Medicina pela Universidade Federal de São Paulo. Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, do Colégio Brasileiro de Cirurgiões (CBC), da International Society of Aesthetic Plastic Surgery (ISAPS) e Membro internacional da American Society for Aesthetic Plastic Surgery (ASAPS). 

São diversos os procedimentos buscados hoje em dia em nome da beleza. Entre eles, podemos citar o aumento ou redução das mamas, aumento de glúteos, blefaroplastia (que consiste na remoção dos excessos palpebrais), toxina botulínica (Botox®️), aumento dos lábios, remoção das gorduras localizadas, rinoplastia (aperfeiçoamento da estrutura do nariz) e implante de cílios ou de cabelos e muitos outros. As pessoas se submetem a essas intervenções com o intuito de se adequarem ao padrão de beleza atual que é frequentemente alterado em um curto espaço de tempo. Enquanto, no passado, era preciso décadas ou até mesmo séculos para esse padrão ser modificado, hoje, um curto espaço de tempo já é suficiente para tornar até mesmo o “belo” mais bonito.

Essa busca acelerada por padrões “ideais” pode resultar em distúrbios de imagem corporal ou mesmo apresentar-se como uma clara manifestação destes distúrbios, que são alterações graves com prejuízos sociais, físicos e emocionais. Nestas condições, o indivíduo percebe seu corpo de forma distorcida, seja pela distorção da imagem corporal global, ou mesmo de partes específicas dele.

A busca pela perfeição pode levar a decisões impensadas como, por exemplo, a realização de um procedimento estético irreversível. Pode, além do mais, desencadear ansiedade, isolamento e fobia social e, mesmo, depressão.

A beleza e saúde são temas sérios e os procedimentos cirúrgicos, bem como aqueles minimamente invasivos exigem cuidados especiais e, claro, devem ser realizados por profissionais habilitados.

O cuidado e a atenção com os pacientes submetidos aos procedimentos estéticos precisam ser uma constante em todas as etapas do processo, especialmente no pós-cirúrgico, para que se evite a ocorrência de complicações, como em qualquer procedimento cirúrgico.

O trabalho de um cirurgião capacitado não se restringe ao procedimento em si: é necessário entender as expectativas de cada paciente, suas motivações para realizar o procedimento e o seu momento de vida. Também é essencial certificar-se de que o paciente realmente se beneficiará daquele planejamento cirúrgico e, enfim, deixar claro que a beleza é múltipla e não possui um padrão.

A busca pela beleza é válida, desde que acompanhada de cuidados que valorizem as características individuais de cada paciente, reforce a sua confiança e, sobretudo, eleve a autoestima. Nada como a ciência, a responsabilidade e o bom senso a serviço do bem estar. A cirurgia plástica está aí para isso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo