EspeciaisÚltimas Matérias

Dr. Alcino Lázaro da Silva: um grande médico que se foi e permanecerá sempre vivo na mente e coração de muitos

Por: Luiz Francisco Corrêa

       Diretor Editor do Portal Medicina e Saúde

       Membro do Conselho Curador da Fundação de Pesquisa e Ensino da Cirurgia- FUPEC

        Diretor da Via Comunicação

Uma notícia muito triste chegou na tarde de quarta-feira, 30 de março: a morte do cirurgião Alcino Lázaro da Silva, aos 86 anos. Considerado um dos grandes cirurgiões do nosso tempo, ele criou a técnica inovadora de correção cirúrgica de hérnia incisional, revolucionando o tratamento dessa afecção, em uma época em que não existiam próteses.

Dr. Alcino foi cirurgião do Hospital das Clínicas da UFMG, Diretor da Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento da Pesquisa em Cirurgia, Diretor do Hospital Borges da Costa, vice-diretor da Faculdade de Medicina da UFMG, um dos idealizadores do Serviço de Cirurgia Geral do Hospital Cristiano Machado e presidente da Fundação de Pesquisa e Ensino da Cirurgia-Fupec, bem como um dos mais respeitados Professores Eméritos da Faculdade de Medicina da UFMG e membro das Academias Estadual e Nacional de Medicina, entre outros tantos cargos de relevo que ocupou e atividades que desenvolveu ao longo de sua vida profissional em prol do paciente e da Medicina, que não seria fácil enumerá-los nesse espaço. Mas, merece aqui, também, destacar o renomado escritor que era, tendo publicado várias obras, sobre diversos temas, não só da Medicina.

Talvez uma de suas facetas mais admiradas pelos pacientes, colegas de trabalho, amigos e familiares era o seu lado humanitário. O Professor Alcino era ímpar nesse quesito. Ajudava a todos, principalmente os mais carentes.

Amigo querido de meus pais, já falecidos, e, evidentemente, meu amigo fraterno, tive a honra de fazer parte do seu círculo profissional como membro do Conselho Curador da Fupec- Fundação de Pesquisa e Ensino da Cirurgia – do qual ele era presidente.

Ao longo desta convivência, posso dizer que ele fez da Medicina um sacerdócio.  Ético, generoso, culto, o Professor Alcino era muito preocupado com a relação médico-paciente, pois sabia da importância dessa relação para a boa saúde do paciente. 

Lembro-me das reuniões da Fupec, ele – sempre muito ativo, com ótimas ideias -, ora lutando também pela realização dos Congressos de Cirurgia, referência em Minas e no país, e, principalmente, a sua cruzada pela reabertura do Hospital Cristiano Menezes, localizado em Sabará/MG. Durante anos, através de convênio firmado entre a Fupec e a Fhemig, O hospital realizou centenas de cirurgias gratuitas para a população carente daquela região.  Até recentemente, ele fazia gestões com o Governo nesse sentido.

Lembro-me ainda, de muitas vezes, que pedi o seu apoio para receber pessoas que estavam com problemas de saúde, mas não tinham condições de procurar um médico. Ele sempre os recebia, da melhor maneira possível, inclusive, quando necessário, direcionando-os para cirurgias, multas delas, realizadas por ele. Evidentemente, muitos outros amigos lhe fizeram essas solicitações, sendo prontamente atendidas.

Por todo o seu caráter, profissionalismo e grande humanista que foi, o querido amigo Professor Alcino sempre estará vivo em minhas lembranças e na memória e no coração de muitos. Pessoas como ele não morrem. Ficam sempre como inspiração.

O meu forte abraço para sua esposa, Ana Deotti (sua grande companheira de vida, sempre presente), filhos, entre eles, Beatriz, também médica, netos e familiares.

Saudades, querido Professor e Dr. Alcino,

Luiz Francisco.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo