Em FocoÚltimas Matérias

Drogas e uso abusivo do álcool são importantes causas no desenvolvimento da insuficiência cardíaca

A cardiologista Marina Hoff, do hospital Samaritano Paulista: “A insuficiência cardíaca acomete qualquer faixa etária e estima-se que a sua prevalência ocorra entre 1% a 2% da população”

Dentre as pessoas que buscam a unidade hospitalar de saúde após o uso de drogas ilícitas, a maioria está relacionada a cocaína. Essas drogas, a exemplo da cocaína, somada ao uso abusivo do álcool são importantes causas no desenvolvimento da insuficiência cardíaca (IC), pois têm um efeito cardiotóxico que pode levar à arritmias cardíacas.

De acordo com a Dra. Marina Hoff, cardiologista do hospital Samaritano Paulista, a insuficiência cardíaca é uma síndrome clínica complexa, caracterizada pela incapacidade de o coração atuar adequadamente como bomba, em que ocorre o déficit de contração e/ou de relaxamento, comprometendo o funcionamento do organismo e, quando não tratada adequadamente, reduz a qualidade de vida e a sobrevida dos pacientes.

Segundo a literatura médica, a insuficiência cardíaca acomete qualquer faixa etária e estima-se que a sua prevalência ocorra entre 1% a 2% da população. Além disso, por se tratar da via final comum de agressões sobre o coração, incide de forma progressiva com o aumento da idade.

O uso de determinadas drogas, como a cocaína, ou até mesmo o tabagismo, são fatores de risco para o desenvolvimento de Infarto Agudo Miocárdico e Acidente Vascular Cerebral (AVC). “Diante dessas evidências, é muito importante a conscientização dos pacientes, assim como orientação para cessar a utilização, sempre contando com o auxílio de serviços de apoio especializados, e, também, em alguns casos, com a reposição de nicotina e fármacos específicos”, reforça a Dra. Marina Hoff.

Pacientes com Insuficiência Cardíaca de origem alcóolica, ou associada ao uso de drogas, devem ser aconselhados a se absterem do vício, com a ajuda e suporte psicológico e psiquiátrico e, consequentemente, podem evoluir com recuperação da função cardíaca.

Sintomas da insuficiência cardíaca – Intolerância ao exercício físico, falta de ar ao deitar, tosse seca, inchaço nas pernas e abdome, astenia, fraqueza.

Diagnóstico – Na presença de sintomas de insuficiência cardíaca, um cardiologista deve avaliar as condições para um diagnóstico e tratamento adequados. Exames complementares, como, por exemplo, o ecocardiograma, devem ser realizados.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo