EspeciaisÚltimas Matérias

Papo de Saúde: Hérnia lombar – avanços no tratamento

O ortopedista Rodrigo D´Alessandro de Macedo:  “acredita-se que seja doença com uma predisposição genética associada a um fator ambiental” 

O Portal Medicina e Saúde recebeu solicitação de leitora para pautarmos “hérnia lombar”, pois ela sofre com a doença com dor frequente. Para falar sobre o assunto, o portal entrevistou o ortopedista mineiro Rodrigo D´Alessandro de Macedo, especialista em coluna, que atua no Instituto Mineiro de Ortopedia e Traumatologia/IMOT em Belo Horizonte. Dr. Rodrigo D´Alessandro fala sobre causas, profissões mais afetadas pela doença, sintomas, faixa etária predominante, entre outros aspectos.

Dr. Rodrigo, o que é hérnia lombar?

Trata-se da hérnia de disco é uma deformação no disco vertebral, decorrente a uma alteração do anulo fibroso (parte externa do disco) que ocasiona uma protrusão do núcleo pulposo (parte interna do disco) que pode ocasionar a ruptura do anulo e consequente extrusão do núcleo pulposo para dentro do canal medular e pode causar radiculopatia decorrente a compressão de estruturas neurológicas.

Quais são as causas?

A causa é desconhecida. Acredita-se que seja doença com uma predisposição genética associada a um fator ambiental 

Mais mulheres ou homens têm hérnia lombar?

Ambos sexos são acometidos com incidência igual.

Qual a faixa etária predominante dos pacientes? Por que?

Normalmente entre os 30-50 anos.  Acredita-se que a hérnia seja decorrente a um processo de alteração da característica estrutural disco intervertebral, que geralmente se associa a um processo degenerativo

Quais são as profissões das pessoas que mais têm hérnia lombar?

Toda pessoa pode apresentar hérnia de disco. Existe uma maior incidência em pessoas que fazem atividades vibracionais como motoristas de trator, caminhão, além de pessoas que trabalham em posições não ergonômicas e que carregam peso de forma excessiva 

Quais os principais sintomas?

Dor lombar com irradiação para os membros inferiores

Como se faz o diagnóstico?

Exame clinico, composto da história e exame físico, seguido por ressonância magnética 

Paciente reclama de dor muito intensa. Como essa dor se dá?

A intensidade da dor varia. Muitos pacientes queixam de incapacidade intensa e inclusive incapacidade de deambular.

Em caso de muita dor, antes de chegar no ortopedista o que fazer?

Importante que haja repouso e uso de analgésico

Quais os avanços no tratamento?

Na quase a totalidade dos casos se inicia com tratamento conservador/ analgésicos e fisioterapia após repouso de cerca de 3 a 5 dias

Caso não apresenta melhora é indicado o bloqueio ou infiltração foraminal

Em geral, cerca de 10% mantém o quadro de dor .Nesta situação está indicado a cirurgia.

A endoscopia da coluna ( técnica cirúrgica minimamente invasiva para o tratamento de hérnias de disco) é uma opção antes da cirurgia aberta- convencional

Antes de citar a endoscopia de coluna, qual o tratamento?

A endoscopia da coluna, surge como uma opção extra ao tratamento 

Dr. Rodrigo, algumas dicas de prevenção.

Sugiro a prática esportiva regular, peso corporal adequado, boa postura e não fumar 

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo