Em FocoÚltimas Matérias

Artrose e o novo tratamento com embolização: saiba quando pode ser útil

O reumatologista Dr. Murillo Dório fala sobre o tratamento experimental com grande potencial de melhora da dor da artrose, doença frequente que representa até 30 a 40% das consultas reumatológicas

A artrose ou osteoartrite é a mais frequente entre o conjunto de doenças sob a designação de reumatismo. Segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia, é responsável também por cerca de 30% a 40% das consultas com reumatologistas. É caracterizada por perda da cartilagem e a decorrente inflamação e desgaste de todas as estruturas que revestem a articulação, incluindo os ossos que a compõem. É um grande problema de saúde pública, sendo responsável por 7,5% das causas de afastamento do trabalho, a segunda doença entre as que justificam o auxílio-doença e a quarta para aposentadoria.

O tratamento da artrose pode ser realizado com exercícios, medicamentos e, para casos mais graves, a cirurgia – com a troca da articulação por uma prótese (nos joelhos ou quadris). Devido à falta de sucesso frequente dos tratamentos existentes, um tratamento alternativo com bons resultados em estudos iniciais pode ser utilizado: a embolização de artérias, os vasos sanguíneos que irrigam as articulações.

Segundo o Dr. Murillo Dório, especialista da Cobra Reumatologia, com Doutorado pela Faculdade de Medicina da USP, a embolização é um procedimento minimamente invasivo que pode ser útil para tratar as dores da artrose nos joelhos e quadris. Ele integra as equipes dos hospitais Santa Paula e Nove de Julho, em São Paulo.

Como funciona, indicações e possíveis efeitos adversos – Feita por meio de uma punção na artéria da virilha, a embolização consiste na injeção de microesferas que obstruem as artérias da articulação e bloqueiam a chegada de sangue no tecido inflamado, proporcionando melhora na dor e na limitação funcional do paciente.

O procedimento dura em torno de 1 hora, é feito com sedação leve e o paciente volta para casa no mesmo dia.

É indicada para pacientes que não respondem bem ao tratamento com exercícios, analgésicos, infiltrações com corticoide ou que não queiram ou tenham contraindicação para a cirurgia da prótese.

Contraindicações – Insuficiência renal, alergia a contraste iodado, infecções em tratamento, ou aterosclerose (placa de gordura) importante das artérias das pernas. O procedimento pode não ter o efeito esperado em pacientes com dor apenas leve intermitente ou com artrose grave com indicação cirúrgica.

Efeitos adversos – São incomuns e o procedimento é seguro. Pode ocorrer dor ou sangramento local leves e, raramente, infecção da pele ou articulação, ou alguma trombose pequena da artéria embolizada.

Embora mais frequente em mulheres, a artrose pode afetar os homens também, como o caso do ator Robbie Coltrane, que interpretou o personagem Rúbeo Hagrid, na sequência Harry Potter.

Se você tem mais de 50 anos e sofre com dores crônicas nos joelhos ou quadris, procure um especialista para avaliação e orientação do tratamento mais apropriado para o seu caso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo