EspeciaisÚltimas Matérias

Bebês prematuros: principais causas e avanços

A pediatra e neonatologista do Neocenter Maternidade, Juliana de Matheus: “o principal avanço na Neonatologia foi a descoberta do surfactante, aprovado no fim dos anos 80, que aumentou drasticamente a sobrevida de prematuro”

O Brasil é um dos países do mundo em que mais nascem bebês prematuros. Ele está em décimo lugar no ranking mundial. Isto significa maior atenção e assistência à gestante.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a prematuridade é classificada quando o bebê nasce antes de 37 semanas completas de gestação, podendo esse período ser subdividido em prematuros extremos (menor que 28 semanas), muito prematuros (entre 28 e 31 semanas) e moderados (entre 32 e 36 semanas de gestação).

Para saber mais sobre este assunto, o Portal Medicina e Saúde entrevistou a Dra. Juliana de Matheus, pediatra do Neocenter Maternidade /Belo Horizonte, referência em Neonatologia.

Qual a incidência de bebês prematuros no Brasil?

Globalmente, a cada ano, nascem cerca de 135 milhões de crianças. Deste total, aproximadamente 15 milhões são prematuras. Segundo o Ministério da Saúde, em 2018, 3 milhões de crianças nasceram no Brasil, sendo 11% delas prematuras: o que colocou o Brasil entre os 10 países do mundo com maior número de nascimentos de prematuros.

Quais as principais causas do nascimento da prematuridade?

São inúmeras as causas. As mais comuns são ausência de pré-natal, gestação de gêmeos, parto prematuro anterior, diabetes, obesidade, hipertensão arterial, uso de drogas e gravidez fruto de fertilização in vitro.

Quais a principal dúvida dos pais sobre o nascimento prematuro?

A principal dúvida dos pais é se seu filho irá crescer normalmente. A resposta é que depende, uma vez que o bebê prematuro precisa ser acompanhado com muito cuidado nos primeiros 3 anos de vida, com a avaliação do crescimento rigorosa e intervenção no momento ideal, caso seja necessário.


Em geral, quanto tempo um bebê prematuro pode ficar em uma unidade de prematuro?

Cada bebê segue um padrão. Quanto mais prematuro, maior o tempo de internação.


Qual a importância da equipe multidisciplinar no cuidado com o bebê?

Ela é essencial para o sucesso no cuidado dos bebês prematuros. Na Maternidade Neocenter fazemos diariamente uma reunião de gerenciamento de riscos de todos os bebês, com a equipe formada por médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, fonoaudiólogo, fisioterapeuta e farmacêutico.


Hoje, quais os principais avanços da área que devem ser informados aos pais?

O principal avanço na Neonatologia foi a descoberta do surfactante, aprovado no fim dos anos 80, que aumentou drasticamente a sobrevida de prematuros. O surfactante é uma substância que falta no pulmão dos prematuros, o que prejudica a sua respiração. Além de avanços técnicos, avançamos muito nos cuidados com os bebês, priorizando sempre a manipulação mínima, que protege a cabecinha deles, e incentivando o método canguru com os pais.

Acho importante dizer a eles também que bebês prematuros não são crianças pequenas! São bebês que nasceram antes de seu desenvolvimento completo. Se a gestação é de risco, devem procurar uma Maternidade de referência para o nascimento de seu filho. Uma equipe bem treinada e equipamentos de ponta fazem toda a diferença na evolução do bebê prematuro. Além disso, após a alta, ele deve ser acompanhado por profissionais especializados, pois existem muitas peculiaridades no seguimento dessas crianças.


Qual é a importância do atendimento psicológico aos pais?

Ele é fundamental durante toda a internação do bebê que, muitas vezes, é árdua e prolongada. Ela tem a função de tornar essa estadia mais gentil para os pais. Na Maternidade Neocenter contamos com esse profissional.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo