Em FocoÚltimas Matérias

Problemas vasculares podem aumentar em estações quentes

Dr. Márcio Steinbruch: “o organismo pode sofrer com vasodilatação para controlar a temperatura corporal. Por isso, cuidados com a circulação sanguínea devem iniciar já na Primavera”

Para as pessoas que preferem climas mais quentes, a Primavera e o Verão são as estações mais aguardadas do ano. No entanto, esses períodos, marcados por temperaturas elevadas, também demandam cuidados especiais com a saúde, principalmente com as estruturas vasculares, para prevenir o surgimento de complicações na circulação sanguínea.

Dados da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) revelam que nessa época, com temperaturas tipicamente mais altas, os riscos de doenças venosas, como as varizes, aumentam em até 30%.

Conforme o médico especialista em cirurgia vascular, Dr. Márcio Steinbruch, o calor pode provocar a vasodilatação, sobrecarregando e dificultando o sistema circulatório das veias dos membros inferiores, já que atuam contra a gravidade para proporcionar o retorno venoso ao coração. “Isso acontece porque neste período, o organismo passa por diversos fenômenos para controlar a temperatura corporal que podem desencadear danos à circulação sanguínea”, destacou. Por isso, é comum perceber o inchaço nas pernas a partir da Primavera. Esse sintoma deve ser observado, portanto, como um alerta.

“Muitas pessoas que já têm histórico de doenças venosas percebem a piora durante os meses mais quentes do ano, mas até mesmo quem não sofre com essas complicações pode perceber uma sensação de peso nos membros inferiores, além de cansaço, cãibra, ressecamento e coceira na pele”, pontuou.

Para evitar o agravamento do quadro de pessoas que têm doenças venosas ou vasculares, o Dr. Márcio alerta que é preciso procurar tratamento ainda nesses momentos com temperaturas amenas. “É necessário preparar o organismo para os próximos meses, cuja tendência é de temperatura elevada. Por isso, nem que seja apenas para uma orientação, é importante procurar um especialista”.

Prevenção – O cirurgião vascular explica ainda que algumas atitudes podem ajudar a prevenir o surgimento de complicações no sistema circulatório. “A permanência em pé ou sentado, ou seja, com as pernas para baixo, deve ser evitada por longos períodos, é importante ter disciplina e ir intercalando as posições. Ao deitar-se, para melhorar a circulação sanguínea, eleve os pés a um nível acima do coração. Ainda, nessas estações, deve-se aumentar a hidratação e ter cuidado com a alimentação, que deve ser balanceada, e, claro, tentar incluir na rotina alguns minutos para fazer alongamentos e praticar exercícios físicos”, finalizou.

Sobre o especialista: Dr. Márcio Steinbruch – é formado pela Universidade de São Paulo (USP), com especialização em cirurgia vascular pelo Hospital das Clínicas da FMUSP. Possui título de especialista pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular e é membro efetivo da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo