CampanhasÚltimas Matérias

Campanha “Camaleão de Cara Nova” visa levantar fundos para assistir pessoas com câncer

O objetivo da campanha é retomar as atividades presenciais em sua sede, localizada na Rua Giordano Bruno, 82, bairro Rio Branco, em Porto Alegre, suspensas desde o início da pandemia. A associação sem fins lucrativos – voltada à assistência a pessoas diagnosticadas com câncer, seus familiares e cuidadores – busca captar recursos para realizar uma reforma na Casa Camaleão, que está necessitando de manutenção, e realizar melhorias estruturais para poder voltar a receber o público a partir de 2023. A campanha “Camaleão de Cara Nova” integra uma série de ações neste mês de julho, em que a associação completa oito anos de atuação.

O financiamento coletivo faz parte da história do Camaleão: em 2014, o evento que deu origem à associação foi viabilizado por crowdfunding. Já em 2018, o apoio da população foi essencial para que a Casa Camaleão se tornasse realidade e ampliasse significativamente o impacto social do projeto, sendo um ponto de conexão e troca de vivências entre aqueles que enfrentam o câncer. O local já recebeu centenas de pessoas para atividades gratuitas. Porém, logo no início de 2020, teve de fechar as portas por conta da pandemia de Covid-19.

“O formato online nos ajudou a superar a pandemia, seguir nosso trabalho de apoio e expandir nosso alcance nacionalmente. Ainda assim, temos sentido muita falta do ‘olho no olho’, pois os pacientes precisam de um espaço para se encontrarem, trocarem ideias, se sentirem acolhidos. Queremos que a Casa Camaleão volte a ser um porto seguro para quem enfrenta o câncer, mas a sede não está em condições no momento”, afirma Flavia Maoli, presidente do Projeto Camaleão.

Hoje, a Casa Camaleão precisa de diversos reparos que vão desde manutenções mais simples, até obras estruturais na sede. Por isso, o financiamento coletivo estipulou seis metas para cobrir os orçamentos da reforma – que partem de R$12 mil e chegam até R$65 mil para atender todas as necessidades. Entre as melhorias previstas, estão: revisão do telhado para acabar com as goteiras; pintura da casa; repaginação da Sala de Consultoria de Imagem & Artes; reforma completa do banheiro; revitalização do pátio e das rampas de acesso; reforma da cozinha; construção de uma sala de trabalho para os colaboradores; e compra de novas mobílias para os ambientes.

Além de resolver questões estruturais básicas da sede, o financiamento coletivo irá possibilitar a abertura de novos grupos terapêuticos e da biblioteca da Casa Camaleão, bem como a retomada do “Carecando”, uma iniciativa que reforça a autoestima dos participantes. A campanha também será um ponto de partida para que novas atividades possam ser integradas, como aulas de artesanato e atividades físicas.

“O Camaleão nasceu em 2014 como um projeto, um desejo muito grande de mudar o cenário de enfrentamento do câncer. Hoje, vemos que autoestima não é apenas uma questão estética, mas sim de valorização à vida, garantia do acesso a direitos e quebra de tabus em relação à doença”, destaca Flavia Maoli.

A campanha “Camaleão de Cara Nova” já está na plataforma Benfeitoria, na qual o financiamento coletivo seguirá até o início de setembro. Mais informações sobre a ação e como colaborar com o Camaleão estão disponíveis no site: https://benfeitoria.com/projeto/camaleaodecaranova.

SOBRE O CAMALEÃO – O Camaleão é uma associação sem fins lucrativos de assistência a pessoas diagnosticadas com câncer, seus familiares e cuidadores.  Com sede em Porto Alegre, apoia pessoas de todo o país e com qualquer tipo de câncer, independente de gênero, condição socioeconômica, fase do tratamento ou prognóstico. Sua missão é promover o acolhimento, a assistência e a reinserção social das pessoas com câncer por meio do fortalecimento de sua autoestima e autonomia. O Camaleão oferece atendimento gratuito interdisciplinar com diversas atividades de apoio – como grupos para pacientes, grupo de familiares e cuidadores, grupo de apoio ao luto, aulas de yoga, meditação, tricô, consultoria de imagem, orientação nutricional, entre outras. Mais informações em: https://projetocamaleao.com/.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo