CampanhasÚltimas Matérias

Campanha Pense Aorta promoverá ações a respeito das doenças da aorta em hospitais de São Paulo

Iniciativa, que visa orientar pacientes e profissionais da saúde sobre a importância do diagnóstico precoce, será realizada de 17 a 24 de setembro

 Em 19 de setembro é promovido o Dia Mundial de Conscientização sobre Doenças da Aorta, cujo objetivo é esclarecer, tanto aos profissionais da saúde como à população, sobre a importância de um adequado e rápido diagnóstico. Para dar visibilidade à data, a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular – Regional São Paulo (SBACV-SP) promoverá a Campanha Pense Aorta 2022, uma ação social que será realizada de 17 a 24 de setembro, no Hospital Santa Marcelina e no Instituto Dante Pazzanese, ambos em São Paulo.

A aorta é a principal e maior artéria responsável por levar sangue e oxigênio a todo o corpo humano, e ao ser acometida por uma doença, ela é capaz de comprometer o funcionamento do organismo. Um exemplo são os aneurismas, situação em que a artéria se dilata e, com a rotura, pode se tornar fatal. É considerada a décima causa de morte entre homens acima dos 55 anos nos Estados Unidos. Outra condição muito encontrada é a Dissecção de Aorta, caracterizada pela ruptura da parede interna, que resulta em uma divisão do vaso em duas partes e faz com que a distribuição de sangue se torne desigual entre os órgãos, e isso pode levar à isquemia e à morte.

Por isso, a campanha Pense Aorta vem para orientar sobre a prevenção e a consideração do diagnóstico da Dissecção de Aorta em casos de dor torácica, principalmente nos jovens, idade em que a doença é raramente considerada. Para o cirurgião vascular e membro do Conselho Superior da Regional SP, Dr. Marcelo Calil Burihan, é importante que os pacientes conheçam os fatores de risco das patologias. “Devemos insistir para a população – apesar de muitas pessoas terem o aspecto hereditário como principal gênese da dissecção da aorta ou da formação do aneurisma – que os agentes desencadeantes e agravantes devem ser sempre avaliados, controlados e tratados. O tabagismo, a hipertensão arterial e a dislipidemia são os principais tópicos desta abordagem, sendo a suspensão do tabagismo, o controle da hipertensão e a diminuição do colesterol LDL primordiais”, declara.

Nos hospitais participantes do Pense Aorta 2022 serão realizados atendimentos a pacientes e distribuição de materiais informativos. A campanha também promoverá ações de aprendizagem para a equipe médica com o intuito de aperfeiçoar suas habilidades na detecção do problema. No Instituto Dante Pazzanese, as ações irão ocorrer sob a coordenação do presidente da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV-SP), Dr. Fabio Rossi; no Hospital Santa Marcelina, o projeto terá supervisão do Dr. Marcelo Calil Burihan.

O Pense Aorta surgiu a partir da união de pacientes americanos e ingleses, portadores de Dissecção de Aorta, a fim de promover campanhas de conscientização, não só com médicos, mas também com o público, e salvar vidas. O Brasil foi o primeiro país da América do Sul a fazer parte da campanha, que atualmente possui um grupo com mais de 400 pacientes, chamado Unidos pela Dissecção, que segue a iniciativa. O projeto ganhou o apoio da SBACV-SP em 2021, quando a campanha foi promovida no Hospital Santa Marcelina, sob a coordenação do Dr. Marcelo Calil Burihan, e no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP), pela Dra. Grace Mulatti.

Durante esse um ano de projeto, a campanha teve maior inserção entre os pacientes, que são os grandes propósitos da ação. Na Inglaterra, por exemplo, o trabalho do Pense Aorta ocasionou na criação do “Disque Aorta”, um número de telefone disponibilizado aos paramédicos e médicos contatarem ao reconhecer uma urgência que corresponda à Dissecção da Aorta. Assim, os profissionais recebem instruções para direcionar os pacientes a um centro de atendimento capacitado. A iniciativa também se envolveu em estudos científicos sobre a dissecção e na produção de materiais informativos, como a cartilha para mulheres gestantes portadoras de Dissecção de Aorta.

A dissecção da aorta é uma doença muito grave, que deve ser diagnosticada e tratada imediatamente, e é muito prevalente, pois acomete seis em cada 100 mil pessoas. Entretanto, estudos apontam que menos da metade dos casos que chegam ao pronto-socorro são diagnosticados corretamente e tratados a tempo. “Precisamos mudar essa estatística, e somente por meio de campanhas de conscientização, como a Pense Aorta, promovida pela SBACV, isso será possível”, enfatiza o Dr. Fabio. Rossi.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo