Em FocoÚltimas Matérias

“Como Cuidar da Saúde dos seus Olhos”: oftalmologistas abordam principais doenças oculares, cuidados e novos tratamentos

Quem pode prescrever e indicar o uso da lente de contato? Existem formas de prevenir o ceratocone? A catarata pode voltar após a cirurgia? Essa foi uma das questões abordadas na Live “Como Cuidar da Saúde dos seus Olhos”, promovida recentemente pelo Grupo São Pietro Saúde/Porto Alegre/RS, alusiva ao Dia Mundial da Saúde Ocular (10/07).  

Com mediação de Rafael Duarte, executivo de Oftalmologia do Grupo, a transmissão foi dividida em blocos de perguntas para contemplar integralmente a experiência e o conhecimento dos profissionais sobre o tema. Participaram do bate-papo os especialistas Eduardo Bertarini Marques, Guilherme Fernandes Diehl, Nelson Telichevsky e Tauana Castelani dos Santos.  

Segundo Tauana Castelani dos Santos, a prescrição e adaptação das lentes de contato é um ato médico e deve ser realizado por oftalmologistas. “A lente de contato é um excelente recurso óptico para reabilitação visual, ela deve ser personalizada ao olho do paciente, não pode ficar nem apertada, nem solta e deve promover a lubrificação entre a córnea e lente. É uma responsabilidade tanto do paciente quanto do médico, e o seu mau uso se torna um perigo para o olho humano”, comenta.  

A córnea é uma camada transparente, num formato quase circunferencial, e que fica à frente do colorido do olho. O ceratocone é uma alteração nesta curvatura, que deixa de ter um formato similar a uma colher, quando vista de trás, e passa a ficar bicuda, proeminente, resultando em uma baixa acuidade visual. Uma forma de prevenção é tratar de maneira adequada a conjuntivite e alergias para que o paciente não coce os olhos, evitando a deformação da anatomia da córnea.  

Eduardo Bertarini Marques complementou sobre a idade indicada para iniciar o uso das lentes de contato. “Na verdade, não existe um número mágico. As lentes de contato podem se tornar uma ferramenta importante para as crianças a partir do momento que elas tenham uma noção do autocuidado, ou seja, uma concepção de assepsia e manuseio adequado, em torno dos 10 e 11 anos de idade”, complementa. 

Sobre vista cansada, tecnicamente chamada de presbiopia, Guilherme Fernandes Diehl explicou que acontece quando o olho perde a sua capacidade de fazer o foco para perto. “Nascemos com uma capacidade enorme de foco, mas, ao longo da vida, essa capacidade vai sendo perdida por uma fadiga dessa musculatura, enrijecimento da lente que faz o foco, culminando com uma deficiência ao redor dos 40 anos, onde a gente começa a ter que aproximar ou afastar os objetos, até que não conseguimos executar nenhuma atividade de perto sem a ajuda de óculos”, explica. 

De acordo com Nelson Telichevsky, a exposição continuada à radiação solar, sem a devida proteção, pode ocasionar o surgimento ou agravamento do pterígio. “Vento, poeira e trauma continuado sobre os olhos também podem ocasionar o surgimento do tecido na córnea do olho. Há o fator hereditário e a chance dos filhos também o terem é muito grande. O importante é que o indivíduo note que está crescendo a membrana na parte branca do olho e vá consultar com um médico oftalmologista. Algumas vezes, a hidratação continuada do olho com lágrimas artificiais ou hidratação via oral pode postergar a chegada do pterígio. Evitar luz, fumaças, poeiras e ambientes com muita exposição solar é essencial”, explica. 

Quanto à catarata, os especialistas explicam que essa opacificacão do cristalino é o “nosso envelhecimento normal ocular” e exige um tratamento exclusivamente cirúrgico. Após exames de rotina e pré-operatórios, é um procedimento seguro. Além disso, é importante destacar que, após a cirurgia, uma parte do cristalino que foi removida pode voltar a ficar opaca, essa membrana atrás da lente implantada, com o tempo, pode perder a transparência que foi conseguida com a cirurgia. Quando a pessoa tem essa sensação de lente suja devido a essa opacificada de cápsula posterior, a solução é muito simples e consiste na aplicação de raio laser para “limpá-la”.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), são mais de 285 milhões de pessoas no mundo com incapacidade visual, sendo que 39 milhões são cegas. Aproximadamente 20% da população brasileira têm algum grau de deficiência visual.  Em 3,5% dos casos, essa deficiência é severa.

A live com o tema “Como Cuidar da Saúde dos seus Olhos” está disponível na íntegra no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=B_Ji2xPJUDo&t=1532s

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo