CampanhasÚltimas Matérias

“Juntos a gente encara”: campanha chama atenção para a importância de encarar os medos e preconceitos que envolvem o câncer de mama

Imagem de marijana1 por Pixabay 

A desinformação continua sendo um importante ruído quando o assunto é o câncer de mama. Exatamente por isto, quebrar a inércia e convidar as pessoas a desvendarem, compreenderem e encararem, de fato, esta doença, estão entre as metas do Oncoguia, ONG que apoia, informa e defende o direito dos pacientes com câncer, neste Outubro Rosa 2021. O movimento “Juntos a gente encara” visa ainda romper outro paradigma: o de estender a vida útil da mensagem do quão importante é a conscientização, o autocuidado e a prevenção do câncer de mama para além dos 30 dias deste mês. 

Segundo dados do INCA, o câncer de mama matou mais de 18, 3 mil mulheres no Brasil em 2019. A incidência, em 2020, foi de 66,3 mil casos e a prevalência é de 69,3 mil. Por dia, são mais de 165 mulheres que recebem o diagnóstico desta doença. 

“Estamos diante de um enorme desafio. É um assunto importante, porém efêmero. Falamos disso há 15 anos e sempre temos que reiniciar a conversa. Estamos diante de uma doença grave e nossa reflexão é sobre como mobilizar de verdade a sociedade”, explica Luciana Holtz, presidente do Oncoguia, ao lembrar que “trata-se de um tema de todos nós, impossível se comunicar com um único público-alvo, temos as mulheres que ainda não fizeram a mamografia, as que acabaram de descobrir o câncer, pacientes em estágio avançado da doença, pessoas que fazem parte da rede de apoio/cuidadores e todos os apoiadores do movimento. Ninguém quer (e deve) sentir-se sozinha neste momento tão delicado. Ter um suporte é muito importante”, complementa a presidente da instituição. 

A mensagem também tem total conexão com o desafiador ano da pandemia, que causou um impacto muito grande no diagnóstico do câncer de mama. “Precisamos sensibilizar e encorajar, de verdade, as mulheres para atualizarem seus exames, mesmo com medo”.

Para ajudar nesse enorme desafio, o Oncoguia convocou também a madrinha da instituição, a atriz Vera Holtz. O vídeo conceito, com participação da atriz, traz o gesto que evidencia a necessidade das mulheres descobrirem e encararem juntas esse medo e todas as dúvidas que surgem no processo, desde o diagnóstico até enfrentamento e tratamento

Entre as prioridades do Oncoguia, no que diz respeito ao câncer de mama, estão a importância de campanhas de conscientização focadas em mensagens de autocuidado e da mamografia; educar mulheres para o reconhecimento de sinais e sintomas e de procurar o mastologista o mais rápido possível; bem como, da criação de iniciativas que garantam diagnóstico precoce (lei dos 30 dias ainda bem pouco conhecida) e o acesso ao tratamento mais efetivo. Além disso, a disponibilidade de informações, desde o momento do diagnóstico, e a importância do foco em qualidade de vida, mesmo com a doença em fase avançada e/ou metastática, são aspectos que devem ser sempre considerados como de suma importância. 

O Oncoguia dispõe de um canal de atendimento focado no acolhimento e no esclarecimento de dúvidas e resolução de problemas relacionados a acesso, à qualidade de vida e direitos dos pacientes. Basta ligar gratuitamente para 0800 773 1666.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo