DestaquesÚltimas Matérias

Novo teste de detecção de variantes do SARS-CoV-2 pode triar variantes, incluindo a Delta e a Delta Plus

O diretor de Tecnologia da Seegene, Min-cheol Lee: expectativa do novo teste monitorar a disseminação das variantes Delta e Delta Plus

            A Seegene, empresa líder de biotecnologia da Coreia do Sul, anunciou o lançamento de um novo teste de diagnóstico de variantes do SARS-CoV-2 capaz de triar variantes do vírus que surgiram recentemente, incluindo a Delta e a Delta Plus, que se tornaram a versão dominante em circulação no mundo.

A nova linha de kits possibilita detectar as principais mutações genéticas de variantes do SARS-CoV-2, como L452R, W152C, K417T e K417N. Em uma única reação, o kit de diagnóstico identifica um total de seis variantes da COVID-19 que são conhecidas por serem originadas da Índia, como a Delta, a Delta Plus e a Kappa, e a Gama (Brasil), a Beta (África do Sul) e a Epsilon (Califórnia). Embora o número de novas infecções diárias esteja crescendo exponencialmente, espera-se que o lançamento do novo teste desempenhe um papel essencial no monitoramento da disseminação das variantes Delta e Delta Plus, que foram, em parte, culpadas pelo grande número de novas infecções.

No início desse ano, a Organização Mundial da Saúde classificou a variante Delta como a “variante de preocupação”, uma vez que ela deve superar rapidamente as demais. Além disso, o surgimento de uma nova mutação na proteína spike da Delta, conhecida como K417N, aumentou o alarme em todo o mundo, já que se sabe que ela é mais contagiosa do que a Delta e apresenta resistência a vacinas. Essas variantes super contagiosas se tornaram, recentemente, uma ameaça mundial. Em países como o Reino Unido e a Indonésia, a Delta é a cepa dominante, correspondendo a cerca de 90% dos novos casos. Em outros países como os Estados Unidos, embora a variante só seja responsável por cerca de 20% das infecções, o número parece duplicar a cada duas semanas. Nessas circunstâncias, a introdução do “Allplex™ SARS-CoV-2 Variants II Assay” está recebendo muita atenção no mundo todo, uma vez que o ensaio pode triar a Delta e Delta Plus, assim como as outras principais variantes da COVID-19.

A Seegene também disse que desenvolveu com sucesso um teste de diagnóstico para ser utilizado exclusivamente em pesquisas, o “Allplex™ SARS-CoV-2/P681R Assay”, para identificar, as variantes Delta e Delta Plus. De acordo com a empresa, o uso conjunto dos dois testes permitirá aos pesquisadores distinguir com precisão as variantes Delta e Delta Plus.

Embora muitos países estejam acelerando seus processos de vacinação, a aliança global de vacinas Gavi enfatiza a importância da triagem para monitoramento, alegando que a variante Delta Plus foi encontrada durante triagens de rotina.

De acordo com a Seegene, como os dois ensaios podem encontrar múltiplas variantes em apenas 2 reações de PCR, eles também simplificam o processo de teste convencional, que exige um teste secundário de sequenciamento para identificar novas variantes. Nesse contexto, espera-se que o kit de detecção da Seegene se torne um novo “padrão ouro”, ajudando a evitar que novas pandemias ocorram.

Para o diretor de Tecnologia da Seegene, Min-cheol Lee, “um aumento da transmissibilidade, curto período de incubação e uma possível redução na eficácia de vacinas são as características das variantes Delta e Delta Plus. Acredito que nossos dois testes de diagnóstico mais recentes desempenharão um papel fundamental na detecção precoce de diferentes vírus e ajudarão a evitar uma maior disseminação do SARS-CoV-2”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo