Estante de livrosÚltimas Matérias

Residência Médica sintetiza avanços da medicina nas últimas duas décadas

Novo livro da Manole traz temas como: teorias de aprendizagem, capacitação de professores e preceptores e humanização do profissional de saúde, além de consequências da COVID-19 para a área e novas tecnologias, incluindo o uso da telemedicina.

Embora seja voltado para gestores, supervisores, professores e preceptores que atuam na educação médica brasileira, o novo livro da Manole “Residência Médica – Ensino e Avaliação das Competências” também é indicado aos estudantes, contribuindo para a formação dos futuros médicos. Trata-se de uma obra pioneira, construída em parceria pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) e pela Associação Médica Brasileira (AMB) para ser referência e orientar a transformação da educação médica no país, em conformidade com os avanços desta ciência.

E não é para menos: nas últimas duas décadas, a educação médica mudou mais do que no século passado inteiro. Novas estratégias foram desenvolvidas para superar as limitações do ensino estritamente teórico e potencializar a aprendizagem em cenários de prática.

Nesse sentido, o livro – de autoria dos médicos Gustavo Salata Romão, Marcos Felipe Silva de Sá, César Eduardo Fernandes e Agnaldo Lopes da Silva Filho -, torna-se uma ótima referência ao apresentar temas como, teorias de aprendizagem, formação por competências, capacitação de professores e preceptores e humanização do profissional de saúde. Evoluções tecnológicas que já são uma realidade dos consultórios, como a telemedicina, e as mudanças na gestão de saúde provocadas pela COVID-19 também estão contempladas no livro.

Sobre os editores

Gustavo Salata Romão: Doutor em Ginecologia e Obstetrícia pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP), professor titular do Curso de Medicina da Universidade de Ribeirão Preto (Unaerp), presidente da Comissão de Residência Médica da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Coreme-Febrasgo), membro da Comissão Nacional de Residência Médica do Ministério da Educação (CNRM-MEC) e da Comissão de Residência Médica da Association for Medical Education in Europe (Amee Postgraduate Committee).

Marcos Felipe Silva de Sá: Professor titular do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP) e membro da Comissão de Residência Médica da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Coreme-Febrasgo).

César Eduardo Fernandes: Professor titular da Disciplina de Ginecologia da Faculdade de Medicina do ABC, diretor científico da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo) e presidente da Associação Médica Brasileira (AMB).

Agnaldo Lopes da Silva Filho: Presidente da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), professor titular do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e orientador de mestrado e doutorado nos Programas de Pós-Graduação em Saúde da Mulher da UFMG, além de orientador de mestrado e doutorado nos Programas de Pós-Graduação em Ginecologia, Obstetrícia e Mastologia da Universidade Estadual Paulista (Unesp).

Serviço:

Formato: 17 cm x 24 cm | 536 páginas | Editora Manole, 2021

Valor: R$.219,00 | Para adquirir o livro: www.manole.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo